Tratar da inflamação da laringe

Postado por Práticas Alternativas em terça, fevereiro 13, 2018 Em: Por condição

Inflamação da laringe, geralmente relacionada com infecções das vias respiratórias superiores.
Os sintomas são: rouquidão, afonia, secura na garganta, dificuldade para engolir, tosse, dores ao falar; nas manifestações mais graves ocorrem febre e dificuldade respiratória.

Geralmente a LARINGITE é causada pelo uso excessivo da voz, razão porque é muito comum em oradores, cantores e professores; a ingestão de substâncias geladas, os choques térmicos, a exposição à fumaça de cigarros e a permanência em ambientes úmidos e mofados também podem causar a inflamação.

A enfermidade pode ser causada, também, em consequência
de outras enfermidades, permita descanso aos órgãos da fala e remova a causa da inflamação.
Evite substâncias geladas, chocolate e laticínios, por produzirem muco nas vias respiratórias. Para
ajudar no combate à inflamação, beba água pura e fresca em abundância e prefira os ambientes onde
possa respirar ar puro.

TRATAMENTOS

Hortaliças

Cenoura • Ralar 300 g de cenoura, adicionar 1 litro de água e cozinhar durante 20 minutos. Coar, adoçar com mel de abelhas e tomar 3 colheres (sopa) a cada hora.
Pepino • Suco adoçado com mel de abelhas. Tomar 250 ml, 3 vezes ao dia.
Tomate • Gargarejos com suco de tomates verdes.

Frutas

Extrair a nódoa da bananeira, aquecer, adoçar com mel de abelhas e fazer gargarejos a cada hora.
Gargarejos com suco de maçãs, adoçado com mel deabelhas.

Plantas

Chá das folhas (20 g para 1 litro de água). Tomar 4 xícaras ao dia.

Chá das folhas e flores (20 g para 1 litro de água). Tomar 4 xícaras ao dia.

Chá das folhas (20 g para 1 litro de água). Tomar 4 xícaras ao dia, adoçado com mel de abelhas. Gargarejos com o chá das folhas (20 g para 1 litro de água).

Outros tratamentos

Mel de Abelhas • Tomar 3 colheres (sopa), 3 vezes ao dia.

Em: Por condição 



   
   

Sobre o Blog


  Aqui pode encontrar as melhores informações sobre as diferentes medicinas alternativas. É recomendado falar sempre com o seu médico antes de dar início a um tratamento.

    

Práticas Alternativas © 2018